Fadiga Mental

Fadiga Mental

Esta foto tem seis meses (Fevereiro 2017). Ela representa ainda… e cada vez mais, o escárnio e o mal dizer. Ao longo de muitos anos e principalmente nos últimos dez, fui “elogiado” por estar ultrapassado, que utilizo na minha metodologia processos arcaicos etc , etc.

Mas para ser sincero até gosto. Afinal fazem-me sentir o prazer de verificar, que estou no caminho certo. Também lamento só (não, não tenho pena), os doutorzecos que só conseguem ver nesta imagem “um treino fisíco”.

Tive colegas meus a correr para redações de jornais a darem a boa nova , “o homem está passado…isto já não se usa”. Aí cultivei muito mais a ideia péssima de que estar na moda é simplesmente horrível. Isso significa que em seguida nos tornaremos antiquados para sempre.

Nem sou sequer um saudosista. Acho ao menos esquisito, falar ‘no meu tempo’, porque o meu tempo é HOJE.

Bastaria um olhar simples para a foto. Talvez contar quantos sorrisos estão lá. E talvez fosse possível imaginar que poderíamos estar a treinar contra a fadiga mental ou psíquica. Talvez!

A tanto rigor que se exige agora, talvez um recreio não faça mal.

Sim porque só faço isto (ou parecido) uma vez em cada três meses. O resto eu Treino o Jogar Futebol.

Leave a Reply