TÁCTICA

Sistemas de Jogo (Parte I)

Introdução

 

Não existem sistemas uns melhores que outros. São imensos (e antigos) os que estão à disposição de qualquer treinador. Terá portanto , cada Treinador que optar por eleger aquele que melhor se adapte ao Modelo de jogo por si idealizado em função das características dos seus jogadores.

 

Direi que serão a base , o desenho , o ponto de partida. Ninguém vai a lado algum sem saber onde está . Será no fundo , o desenho , a posição que uma equipa (jogadores) repete mais vezes dentro do terreno de jogo depois do mesmo se iniciar. Será pois , o ponto de partida para qualquer movimento ofensivo ou defensivo.

Aliado ao Modelo de jogo o Sistema de Jogo , determina:

 

  • O ponto de partida na hora de planificar cada Jogo.
  • É o Ponto de orientação da Equipa.
  • É o ponto de partida de todos os movimentos ofensivos e defensivos adoptados por cada jogador dentro da Equipa em função da estratégia estabelecida.

 

Pode entender-se como “variantes” ou “movimentação de sistemas” , quando um ou vários jogadores , modificam o desenho “geométrico” das linhas iniciais , em função dos movimentos (ofensivo ou defensivo) para desequilibrar ou arrastar o adversário para outras zonas.

Comentários fechados em Sistemas de Jogo (Parte I)